Alimento. Mais que um nutriente. Decifrando o prazer `a mesa/ Food. More than a nutrient. Deciphering the pleasure of eating

O meu encontro com a Dra. Vânia Assaly aconteceu de forma interessante. Nos conhecemos em uma palestra que resultou numa frustração diante as nossas expectativas. Mas como tudo na vida, o outro lado da estória foi que eu tive o grande presente de conhecer a Vânia.

Poucos meses depois nos encontramos prá conhecer um pouco mais do trabalho que cada uma desenvolve, e claro que eu não poderia deixar de convidá-la para contribuir no meu blog e compartilhar com vocês um trabalho tão bacana.

Com muito carinho. Sempre. Kiki

‘Nosso corpo é um complexo sistema integrado em mágica coerência com o universo em que está inserido.

Ao longo da nossa existência deciframos os sinais e estímulos deste  universo escolhendo acoplar aquilo que nos preserva.

Assim é o alimento, traduzido no hipotálamo como  representação de prazer, moléculas temperadas que sustentam a vida através dos tempos.

Deste alimento extraímos a nutrição, elementos que colocam a funcionabilidade bioquímica  do corpo humano.

Um pedaço de pizza, uma porção de castanha ou uma saborosa romã diferem na qualidade de sinais que serão integrados a este  sistema operacional, decodificando no corpo forma e função.

Mas como temos controle destes sinais que mantém nossa harmonia ?O que buscamos saciar e como reconhecemos as mensagens internas de fome e saciedade?

A ciência já nos traz muitas respostas sobre este código dinâmico de sobrevivência da espécie, mas cada um de nós tem em seu arquivo cerebral  muitos segredos sobre o que nos faz escolher determinados alimentos.  Lembranças simbólicas associadas ao  paladar nos trazem a lembrança de encontros, de sociabilidade, de aquecimento, e da qualidade que constantemente associamos ao alimento,  o prazer de compartilhar uma refeição.

No sistema límbico, uma área especifica do hipotálamo, é onde são decifrados estes sinais, assim como mantém nossa temperatura corporal, controla a sede, e sinais de prazer sexual … Com tantas mensagens passando por este sistema, não é difícil imaginar que algumas vezes temos linhas cruzadas ou mal traduzidas, ou até mesmo complementares.

Buscar algo quente quando o corpo se resfria, desejar algo muito calórico quando estamos no inverno, ou buscar algo prazeroso e doce quando estamos com a dor da solidão.

Sobre o aspecto nutricional de cada alimento, cada refeição nos oferece um valor nutricional que será revelado pela nossa memória ancestral. Sinais denunciam em fórmulas matemáticas a construção da matéria complexa e vital, que é o corpo humano.’

VANIA ASSALY – CRM 58002  

Nutróloga

Endocrinologia e Prática da Medicina Funcional Preventiva

Instituto de Prevenção Personalizada

www.vaniaassaly.com.br/

Rua Gironda, 185. São Paulo, SP. (11) 38847612

 

Dr. Vânia Assaly and I met at a lecture that resulted in frustration concerning our expectations towards it. But like everything in life, the other side of the story was that I had the great gift of meeting her.

A few months later we got together again to share with each other about the work that each one develops, and of course I could not help but ask her to contribute to my blog and share with you.

Love. Always.
Kiki

 

 

‘Our body is a complex integrated system in line with the magical universe in which it appears.

Throughout our existence we decipher the signals and incentives to engage in this universe by choosing what we preserve. So is the food, translated in the hypothalamus as a representation of pleasure, temperate molecules that sustain life through the ages.

This extract food nutrition, elements that put the biochemical functionality of the human body.

A piece of pizza, a serving of nuts or a tasty pomegranate differ in the quality of signals that will be integrated into this operational system, decoding the body form and function.

But how do we have control of these signals that keep our harmony? What we seek to recognize and satisfy the internal messages of hunger and satiety?

Science has brought us many answers to this code ‘survival dynamic of the species’, but each of us has on file many secrets about the brain that makes us choose certain foods. Memories associated with the symbolic taste comes the recollection of meetings, sociability, heating, and quality that consistently associate with food and the pleasure of sharing a meal.

In the limbic system, a specific area of the hypothalamus, is where all  these signals are deciphered, as well as maintaining our body temperature, controls the seat, and signs of sexual pleasure … With so many messages ‘passing’ through this system, it’s not hard to imagine that few crossed lines or misunderstandings can happen.

Looking for something more caloric through winter times or looking for something fun and sweet when we are with the pain of loneliness.

The nutritional aspect that each food gives you through a meal, provides a nutritional value that will be revealed by our ancestral memory.’

 

VANIA ASSALY – CRM SP 58002

Nutrologist

Endocrinology and Practice of Preventive Functional Medicine

Institute for Personalized Prevention 

Rua Gironda,  185  São Paulo, SP, Brazil

Phone (5511) 3884.7612  – www.vaniaassaly.com.br/


About these ads

1 Comment

Filed under Uncategorized

One response to “Alimento. Mais que um nutriente. Decifrando o prazer `a mesa/ Food. More than a nutrient. Deciphering the pleasure of eating

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s